Leia o voto de Fachin que diz não a Lula

Ministro rejeitou o pedido de habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por não verificar “ilegalidade, abusividade ou teratologia no ato apontado”

Luiz Vassallo

04 de abril de 2018 | 16h15

BRASÍLIA – O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou o pedido de habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por não verificar “ilegalidade, abusividade ou teratologia no ato apontado”. Os advogados de Lula tentam evitar a prisão até o esgotamento de todos os recursos ou até uma decisão final do Superior Tribunal de Justiça (STJ) no caso do triplex do Guarujá (SP).

Documento

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.