Leia novos diálogos de Bolsonaro e Moro

Leia novos diálogos de Bolsonaro e Moro

Mensagens trocadas antes da reunião ministerial do dia 22 de abril e na tarde anterior à demissão do ex-ministro foram divulgadas pelo Estadão com exclusividade neste sábado, 23

Jussara Soares, Pepita Ortega e Fausto Macedo

23 de maio de 2020 | 21h33

Documento que reúne mensagens extraídas do celular do ex-ministro Sérgio Moro comprova que partiu do presidente Jair Bolsonaro a decisão de intervir na Polícia Federal e trocar o diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo. A sequência de 33 mensagens a que o Estadão teve acesso consta do inquérito que apura suposta tentativa de interferência do chefe do Executivo na PF.

No arquivo, as mensagens enviadas por Bolsonaro são dispostas em azul, enquanto as de Moro, em verde. Ao lado das mensagens do chefe do Executivo, registradas como ‘Presidente Novíssimo’, há a marcação ’28 de fevereiro’, referente a data em que Bolsonaro trocou de celular. As conversas se deram no dia 22 de abril, mesmo dia reunião ministerial cujo teor foi divulgado nesta sexta, e nos dias seguintes, 23 e 24 de abril.

Os diálogos foram extraídos pela Polícia Federal por meio do programa Cellebrite, software usado pelos peritos criminais federais para desbloquear celulares e extrair dados. No caso em questão, o programa foi somente utilizado para a extração de mensagens, tendo em vista que o ex-ministro entregou seu celular à perícia quando prestou depoimento.

Leia abaixo o diálogo entre o presidente e o ex-juiz:

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: