Leia decisão que põe Lula mais uma vez no banco dos réus

Leia decisão que põe Lula mais uma vez no banco dos réus

Denúncia acusa petista de suposta lavagem de R$ 1 milhão recebidos por negócio mediado na Guiné Equatorial envolvendo o grupo brasileiro ARG

Redação

14 de dezembro de 2018 | 19h01

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em viatura da Polícia Federal Foto: Felipe Rau/Estadão

A Justiça Federal em São Paulo colocou o ex-presidente Lula (PT) novamente no banco dos réus. Desta vez, o caso envolve suposto crime de lavagem de R$ 1 milhão recebidos por negócio mediado pelo petista na Guiné Equatorial envolvendo o grupo brasileiro ARG. A força-tarefa da Operação Lava Jato, do Ministério Público Federal paulista, alega que o montante foi dissimulado na forma de doação ao Instituto Lula.

Segundo a Lava Jato, o pagamento teria sido feito depois que o ex-presidente, ‘usufruindo de seu prestígio internacional’, influenciou as decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, as quais resultaram na ampliação dos negócios da AGR no país africano. Por ter mais de 70 anos, a denúncia de tráfico de influência prescreveu.