Leia as revelações de Lúcio Funaro

Leia as revelações de Lúcio Funaro

Preso desde julho de 2016, na Operação Sépsis, aliado do deputado cassado Eduardo Cunha confirma delação de executivos da Odebrecht sobre suposta participação do presidente Michel Temer em reunião na qual teria sido tratada propina de R$ 40 milhões para o PMDB

Fabio Serapião, Isadora Peron, Rafael Moraes Moura, Breno Pires e Luiz Vassallo

20 de junho de 2017 | 20h52

Lúcio Funaro. FOTO: ANDRE DUSEK/ESTADÃO

VEJA A ÍNTEGRA DOS DEPOIMENTOS: 

Documento

Documento

O operador financeiro Lúcio Funaro acusou, em depoimento à Polícia Federal, o presidente Michel Temer de intermediar pagamento de R$ 20 milhões à campanha do ex-deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP) e à campanha presidencial de 2014. O dinheiro seria oriundo de operações do FI-FGTS para as empresas LLX, na gestão de Fábio Cleto, à frente dos Fundos de Governo e Loterias do banco. Ele também disse confirmar delações da Odebrecht que implicam Temer em acerto de propinas oriundas de contratos da Petrobrás.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoLucio Funaro

Tendências: