Leia a denúncia por R$ 4 milhões em propina no Metrô de São Paulo

Leia a denúncia por R$ 4 milhões em propina no Metrô de São Paulo

Ex-diretor do Metrô Sérgio Corrêa Brasil confessou supostas vantagens indevidas

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

14 de agosto de 2019 | 16h19

Reprodução

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou o ex-diretor do Metrô de São Paulo, Sérgio Corrêa Brasil, e 13 executivos da Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e Camargo Corrêa. O ex-agente público, que firmou delação premiada, confessou o recebimento de propinas de R$ 4 milhões em obras das linha 2 – Verde, 5 – Lilás, e 6 – Laranja, nos períodos de 2004 a 2014, durante as gestões Geraldo Alckmin (PSDB), Claudio Lembo (PFL), José Serra (PSDB) e Alberto Goldman (PSDB), que não são alvo da acusação.

Documento

Documento

Tendências: