Leia a defesa de Temer

Leia a defesa de Temer

Advogados do presidente entregam à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara documento de quase cem páginas em que tentam desmontar acusação de Janot

Redação

05 Julho 2017 | 16h28

Michel Temer. Foto: EFE/Joédson Alves.

Os advogados de Michel Temer entregaram nesta quarta-feira, 5, à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara a defesa do presidente. Em quase cem páginas, os advogados buscam desmontar ponto a ponto a acusação do procurador-geral da República Rodrigo Janot, que atribui a Temer corrupção passiva no caso JBS

Documento

+ Defesa de Temer ataca acusação de Janot em 11 capítulos

O documento foi preparado pelo criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado e amigo de Temer. Mariz e o advogado do presidente em Brasília, Gustavo Guedes, levaram o documento à CCJ da Câmara, que examina a denúncia de Janot.

O advogado Antonio CLáudio Mariz de Oliveira. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Segundo o procurador, Temer era o destinatário real da mala de propinas – R$ 500 mil em notas de R$ 50 – da JBS. A mala foi entregue a um ex-assessor especial do presidente, Rodrigo Rocha Loures, na noite de 28 de abril, em São Paulo.

+ Leia a denúncia de Janot contra Temer

+ Ninguém está fora do alcance da lei, avisa Janot após denúncia contra Temer

+ Janot reage a Temer e diz que denúncia é baseada em ‘fartos elementos de prova’

No documento de defesa, Mariz ataca inicialmente o ‘açodamento” dos investigadores. “Foi aberto um inquérito sem sequer haver verificação da gravação (da conversa de Joesley com o presidente). Pediram inquérito e o ministro (Edson Fachin, relator do caso no STF) foi logo deferindo. Houve açodamento tanto do Ministério Público como do ministro que, sem maiores verificações, e monocraticamente, autorizou a investigação”, questiona o advogado.

Mais conteúdo sobre:

Michel Temeroperação Lava Jato