Lava Jato já bloqueou US$ 44 milhões no exterior em 2018

Lava Jato já bloqueou US$ 44 milhões no exterior em 2018

Medida foi realizada por cooperação jurídica internacional com a Suíça, por intermédio do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI)

Circe Bonatelli

24 Fevereiro 2018 | 10h04

Policia Federal. Foto: Fábio Motta/Estadão

O Brasil bloqueou neste ano US$ 44 milhões depositados em bancos suíços, decorrentes de investigações da Operação Lava Jato, de acordo com informações do Ministério da Justiça. A medida foi realizada por cooperação jurídica internacional com a Suíça, por intermédio do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI).

MAIS LAVA JATO: + CCR pagou a ex-diretor da Dersa, diz Assad

PF encontra remessa da Odebrecht a ex-dono do terreno do Instituto Lula

Pagamento da Odebrecht ‘é compatível’ com repasse a Glaucos e a compadre de Lula, diz perícia

A repatriação dos recursos será efetivada após o trânsito em julgado das ações condenatórias penais na Justiça brasileira ou após a concordância dos réus em dispor desses ativos mantidos no exterior, nos casos que envolvem acordos de colaboração premiada.

De 2014 até fevereiro de 2018, US$ 377,5 milhões foram bloqueados no exterior devido a medidas de cooperação jurídica internacional fruto de investigações da Operação Lava Jato. Desse montante, foram repatriados cerca de US$ 135 milhões, de acordo com o Ministério da Justiça.

No total, contabilizado desde 2000, cerca de US$ 1,3 bilhão foram bloqueados no exterior mediante cooperação jurídica internacional. Deste montante, US$ 250 milhões foram repatriados, totalizando cerca de R$ 750 milhões que retornaram ao País.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato