‘Lava Jato continua seu inexorável caminho’

‘Lava Jato continua seu inexorável caminho’

Rodrigo Janot comentou ação que fez buscas nos gabinetes do senador Ciro Nogueira e do deputado Eduardo da Fonte em Brasília

Luiz Fernando Teixeira

24 de abril de 2018 | 09h00

Rodrigo Janot. Foto: Amanda Perobelli/Estadão

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, foi às redes sociais para comentar o avanço da Operação Lava Jato, que nesta terça-feira, 24, cumpriu mandados em Brasília visando o PP. Foram alvos de buscas o presidente da sigla, senador Ciro Nogueira (PI), e o deputado federal Eduardo da Fonte (PE), que teriam atuado para evitar que um ex-assessor colaborasse com as investigações em andamento no STF.

“Que assim seja: Lava Jato continua seu inexorável caminho”, afirmou Janot no Twitter. A operação de hoje teve a anuência dos presidentes da Câmara e do Senado para que a PF agisse dentro das casas e foi deflagrada por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que é o relator da Operação Lava Jato na Corte.

Tanto Nogueira quanto Da Fonte são investigados no STF por suposta prática de associação criminosa (artigo 2.º da Lei 12.850/2013), juntamente com outros os parlamentares do PP: Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira, Benedito de Lira, José Otávio Germano, Luiz Fernando Faria e Nelson Meurer.

“Em ano de eleições vamos nos lembrar dos corruptos que querem ser reeleitos e dar a eles um rotundo NÃO!”, finalizou Janot, que recentemente desistiu de concorrer a uma vaga no Conselho Superior do Ministério Público Federal.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jatorodrigo janot

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.