Lava Jato atinge 1,5 milhão de assinaturas para 10 Medidas contra a Corrupção

Lava Jato atinge 1,5 milhão de assinaturas para 10 Medidas contra a Corrupção

Proposta do Ministério Público Federal de alteração legislativa para reduzir quadro de impunidade no País será apresentada em forma de projeto de lei de iniciativa popular no Congresso, a exemplo da Lei da Ficha Limpa

Fausto Macedo, Mateus Coutinho e Ricardo Brandt

24 Fevereiro 2016 | 15h00

mpf

A proposta 10 Medidas contra a Corrupção, apresentada pelo Ministério Público Federal, alcançou a marca de 1,5 milhão de assinaturas. Nesta quinta-feira, 25, em São Paulo, o feito será anunciado por procuradores da República que integram a força-tarefa da Operação Lava Jato.

Durante o ato serão entregues 116 mil assinaturas contabilizadas pelo Ministério Público Federal de São Paulo na última semana, com as quais a campanha irá ultrapassar a meta de 1,5 milhão de apoios necessários para que o projeto seja levado ao Congresso como de iniciativa popular, a exemplo do que ocorreu com a Lei da Ficha LImpa. Ao todo, o Estado de São Paulo reuniu mais de 360 mil assinaturas, 24% do total recolhido em todo o país.

10 Medidas contra a Corrupção contempla a criminalização do enriquecimento ilícito, o aumento das penas para corrupção de altos valores, a reforma no sistema de prescrição penal, a celeridade nas ações de improbidade administrativa, a responsabilização dos partidos políticos e a criminalização do caixa 2, entre outros ajustes.

No evento serão homenageados entidades e membros da sociedade civil que participaram ativamente da busca de assinaturas em São Paulo, como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de São Paulo (Crea-SP), a Receita, o Sindicato dos Químicos da Baixada Santista, a Igreja Batista, a maçonaria paulista e os movimentos Política Viva e Vem pra Rua.

Mais conteúdo sobre:

CorrupçãoMinistério PúblicoMPF