Justiça da Espanha multa em 720 euros euros homem de 53 anos que violou quarentena de madrugada para visitar namorada

Justiça da Espanha multa em 720 euros euros homem de 53 anos que violou quarentena de madrugada para visitar namorada

Joaquin foi flagrado pela polícia de Las Palmas de Gran Canaria, a maior cidade das Ilhas Canárias, às 1h55 da madrugada de quarta, 25, na rua a caminho da casa de sua namorada para ‘manter relações sexuais’

Pepita Ortega e Fausto Macedo

27 de março de 2020 | 12h13

A rua de Las Palmas de Gran Canaria em que Joaquin foi autuado. Foto: Google Maps

A Justiça espanhola condenou nesta quinta, 26, um homem de 53 anos a pagar multa de 720 euros por ter quebrado a quarentena decretada no País por causa do coronavírus para ver a namorada. Segundo a decisão, Joaquin foi flagrado pela polícia de Las Palmas de Gran Canaria, a maior cidade das Ilhas Canárias, às 1h55 da madrugada de quarta, 25, na rua a caminho da casa de sua namorada para ‘manter relações sexuais’.

Documento

A sentença indica que Joaquin foi autor de um ‘delito de desobediência grave’ e por isso imputou ao espanhol natural de Telde, outro município da província de Las Palmas, pena de 4 meses de multa à taxa diária de seis euros, totalizando cerca de 720 euros.

A Espanha está em confinamento quase total desde o dia 14 de março, para conter a propagação do novo coronavírus. Por determinação do governo, quase 47 milhões de pessoas só podem sair de casa por motivo de trabalho ou necessidade máxima, como comprar comida.

O segundo país da Europa mais afetado pela Covid-19 depois da Itália chegou a estender até a meia-noite de 11 de abril o estado de emergência e o confinamento. Nesta quarta, 25, o Ministério da Saúde espanhol informou que o país superou o número de mortes registradas na China em decorrência do novo coronavírus.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.