Justiça condena irmãos que usaram máscaras de ‘La Casa de Papel’ durante assalto

Justiça condena irmãos que usaram máscaras de ‘La Casa de Papel’ durante assalto

Francisco e Silvemberg Epaminondas Alves vão cumprir 23 anos de reclusão; durante o roubo em que se disfarçaram de personagens da série espanhola, eles atiraram em duas pessoas que reagiram

Luisa Laval, especial para o Estado

25 de setembro de 2019 | 17h58

Mascara da série espanhola La casa de Papel. Foto: Sergio Moraes / Reuters

Dois irmãos foram condenados a 23 anos de prisão por tentativas de latrocínio – roubo seguido de morte – durante assalto a um mercado em Itajaí (SC). A dupla estava disfarçada com máscaras dos personagens da série espanhola ‘La Casa de Papel’. Eles dispararam contra dois clientes que tentaram reagir ao roubo, e que foram socorridos em seguida.

Os irmãos Francisco e Silvemberg Epaminondas Alves estavam armados com revólveres quando anunciaram o assalto ao mercado, próximo do meio-dia. Eles conseguiram roubar R$ 400 do estabelecimento e fugiram em um carro que estava com a placa adulterada com fita isolante.

Cerca de três horas depois, a Polícia localizou a casa dos assaltantes e apreendeu as duas armas, munições, um colete à prova de balas, três aparelhos celulares e as duas máscaras usadas no assalto.

Francisco e Silvemberg foram condenados pelas duas tentativas de latrocínio, pelo porte ilegal de armas e por adulterar sinal identificador de veículo.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE FRANCISCO E SILVEMBERG EPAMINONDAS ALVES

A reportagem procurou a defesa dos irmãos Epaminondas Alves. O espaço está aberto para manifestação (luisa.laval@estadao.com).

Tudo o que sabemos sobre:

La Casa de PapelItajaí [SC]latrocínio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.