Justiça condena Crivella a pagar R$ 142 mil em dívida de campanha

Justiça condena Crivella a pagar R$ 142 mil em dívida de campanha

Gráfica entrou na Justiça contra o então candidato a governador e agora prefeito do Rio de Janeiro por materiais publicitários não quitados em 2014

Paulo Roberto Netto

17 Novembro 2018 | 11h54

Marcelo Crivella, prefeito do Rio. Foto: Fabio Motta/ Estadão

A juíza em exercício Renata Gomes de Oliveira e Castro, da 19ª Vara Cível do Rio de Janeiro, condenou o prefeito Marcelo Crivella e o Partido Republicano Brasileiro (PRB) a pagar R$ 142 mil em dívida de campanha. O montante é referente a gastos de materiais não quitados com uma gráfica durante a campanha de Crivella ao governo do Estado em 2014.

Nos autos, a Mega Brasil Gráfica e Publicidade alega ter firmado contrato para entrega de material publicitário à equipe de Crivella entre setembro e outubro de 2014. No entanto, o então candidato a governador deixou de pagar pelos produtos, estimados em R$ 142.470,00.

Documento

Crivella chegou ao segundo turno e obteve 3.442.713 votos, mas perdeu para Luiz Fernando Pezão (MDB).

Segundo a juíza em exercício, a defesa do agora prefeito do Rio de Janeiro não se manifestou no processo.

“Os réus não trouxeram aos autos elementos mínimos que se opusessem à pretensão autoral, deixando de, ao menos em tese, de alegar e provar fatos impeditivos, modificativos ou extintivos do direito do autor, devendo ser reputados verdadeiros os fatos alegados na inicial, bem como os valores constantes nas notas fiscais”, afirmou Renata.

Além do pagamento da dívida de R$ 142 mil, acrescida de juros e correção monetária, Crivella e o PRB deverão ratear o pagamento das despesas processuais e dos honorários advocatícios, estimados em 10% da condenação, cerca de R$14,2 mil.

COM A PALAVRA, O PREFEITO MARCELO CRIVELLA

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito Marcelo Crivella e aguarda resposta. O espaço está aberto para manifestação. A assessoria da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro também foi contatada, mas não ira se pronunciar sobre o caso.

COM A PALAVRA, O PARTIDO REPUBLICANO BRASILEIRO

A reportagem está buscando contato com o Partido Republicano Brasileiro. O espaço está aberto para manifestação.