Juquiá pagará indenização por troca de bebês há 33 anos

Juquiá pagará indenização por troca de bebês há 33 anos

Decisão judicial impõe indenização de R$ 75 mil à Prefeitura e à maternidade da cidade do interior paulista

Redação

03 de julho de 2015 | 03h05

Foto: Lonnie Bradley/Free Images

Foto: Lonnie Bradley/Free Images

Por Hermínio Bernardo, especial para o Blog

A prefeitura de Juquiá, interior de São Paulo, e a maternidade da cidade foram condenados a pagarem R$ 75 mil por danos morais à mãe que teve um bebê trocado no berçário da maternidade 33 anos atrás. A juíza Roberta de Moraes Prado, da 2ª Vara de Miracatu, decidiu também que um tratamento psiquiátrico será custeado à mãe, com o prazo de 30 dias para a primeira consulta, sob pena de multa diária de R$ 300.

A autora da ação descobriu que não era a mãe biológica em uma ação de investigação de paternidade proposta pela filha. As informações foram divulgadas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Na sentença, a juíza afirmou que erro causou enormes danos à autora, retirando a possibilidade de conviver por mais de 30 anos com sua filha biológica.” O tempo não volta atrás e os momentos não gozados são inestimáveis, sendo certo que, como a relação de mãe e filha não se consumou a seu tempo, a intimidade dificilmente será conquistada”.

A Prefeitura de Juquiá informou que disponibilizará os profissionais da rede pública para iniciar o tratamento psiquiátrico e pretende recorrer da decisão. O advogado Eli Muniz de Lima, que representa a maternidade, foi procurado pela reportagem mas não respondeu.

Tudo o que sabemos sobre:

TJ-SP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.