Juízes federais veem ‘grave ataque a valores democráticos’ em interferência de Bolsonaro na PF

Juízes federais veem ‘grave ataque a valores democráticos’ em interferência de Bolsonaro na PF

Luiz Vassallo, Fausto Macedo, Paulo Roberto Netto, Pepita Ortega e Ricardo Brandt

24 de abril de 2020 | 17h43

O presidente Jair Bolsonaro durante anúncio da demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde. Foto: Adriano Machado / Reuters

A Associação dos Juízes Federais do Brasil afirma que afirma ter ‘profunda preocupação com a possível e indevida interferência da Presidência da República na investigação de ilícitos penais que, se confirmada, representa grave ataque aos mais intrínsecos valores democráticos, em evidente conduta não republicana’.

A declaração da entidade se dá em reação às declarações do ex-ministro Sérgio Moro em entrevista coletiva nesta sexta, 24, quado acusou o presidente Jair Bolsonaro de interferir na Polícia Federal.

“Além disso, a transparência na condução da coisa pública de forma impessoal, com a adequada publicidade dos fundamentos que justifiquem a sua motivação é pressuposto constitucional irrenunciável do Estado Democrático de Direito”, afirma a Ajufe.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: