Juiz leva 59 alvos da Carne Fraca ao banco dos réus

Juiz leva 59 alvos da Carne Fraca ao banco dos réus

VEJA AS DECISÕES de Marcos Josegrei da Silva, que aceitou as 5 denúncias contra acusados de corrupção e fraudes em fiscalizações do Ministério da Agricultura, entre eles, empresários do setor de carnes e embutidos; 24 estão presos preventivamente

Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, e Julia Affonso

25 de abril de 2017 | 21h33

Juiz Marcos Josegrei, da Operação Carne Fraca, em seu gabinete. FOTO GERALDO BUBNIAK / ESTADAO

Juiz Marcos Josegrei, da Operação Carne Fraca, em seu gabinete. FOTO GERALDO BUBNIAK / ESTADAO

O juiz federal Marcos Josegrei da Silva levou para o banco dos réus 59 investigados da Operação Carne Fraca, que aponta corrupção e fraudes envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e empresários e funcionários de frigoríficos e empresas de carnes processadas.

Josegrei aceitou nesta terça-feira, 25, as cinco denúncias criminais apresentadas pelo Ministério Público Federal, na semana passada. Dos 59 alvos agora réus em ações penais, 24 estão presos preventivamente.

As ações penais, com base nas denúncias do Ministério Público Federal, abrangem apenas os alvos da Carne Fraca que estão presos ou que têm relação com eles.

Para os demais investigados, a Polícia Federal – que conduziu toda investigação -, os inquéritos prosseguem em fase de diligências e também em relação aos crimes de lavagem de dinheiro.

Os réus serão intimados da decisão do juiz e terão prazo de dez dias para apresentar suas defesas iniciais no processo.

Tudo o que sabemos sobre:

Operação Carne Fraca

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.