Juiz aprova empréstimo de R$ 800 milhões para a OAS

Juiz aprova empréstimo de R$ 800 milhões para a OAS

Aporte da Brookfield permitirá à empresa enfrentar despesas associadas à Recuperação Judicial e dar continuidade a suas operações

Redação

14 de julho de 2015 | 23h11

Por Julia Affonso, Mateus Coutinho e Fausto Macedo

OAS

O juiz Daniel Carnio Costa, da 1.ª Vara de Falências e Recuperação Judicial do Tribunal de Justiça de São Paulo, anunciou nesta terça-feira, 14, a aprovação do empréstimo, em forma de linha de crédito debtor in possession (DIP), que a Brookfield Infrastructure ofereceu ao Grupo OAS, no valor de R$ 800 milhões. A decisão foi tomada depois de o juiz analisar a necessidade de financiamento da companhia e os questionamentos ao empréstimo feitos por credores da OAS.

Assim como pediu aprovação para esse empréstimo, a OAS apresentou, no dia 19, seu plano de recuperação aos credores, que ainda deverá passar por transformações com o avançar das negociações.

A OAS é uma das empreiteiras alvo da Operação Lava Jato por suposto envolvimento com o cartel que se instalou na Petrobrás entre 2004 e 2014. Seus principais executivos, entre eles José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, são acusados de corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

O DIP fornece à companhia capital de giro para a Construtora OAS dar continuidade a suas operações. A OAS informou que o aporte ‘resguarda dezenas de milhares de empregos e o andamento de quase uma centena de obras’.

Além disso, conforme já acordado com a Brookfield, a companhia vai prover regularmente aos credores informações sobre o uso dos recursos provenientes do DIP.

O DIP é um tipo de financiamento voltado exclusivamente a empresas em processo de reestruturação e destinado a assegurar recursos para que possam continuar a operar.

O empréstimo negociado com a Brookfield prevê que a OAS ceda como garantia do financiamento parcela disponível de sua participação na Invepar, empresa que atua na gestão e na operação de projetos de infraestrutura em transporte no Brasil e no exterior (rodovias, sistemas de mobilidade urbana e aeroportos).
Desde dezembro de 2014, a OAS vem anunciando ao mercado a intenção de vender sua participação na Invepar. A Brookfield terá seu empréstimo pago no momento da venda do ativo.

Tudo o que sabemos sobre:

OASoperação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.