‘Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ideológico-partidárias’

‘Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ideológico-partidárias’

Leia a decisão da presidente do STJ, Laurita Vaz, que barra 143 habeas 'padronizados' em favor de Lula

Redação

11 Julho 2018 | 16h04

BRASÍLIA – A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou 143 habeas corpus “padronizados” apresentados a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após o episódio no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

O Poder Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ou manifestações de natureza política ou ideológico-partidárias. Não é essa sua missão constitucional”, afirma a presidente da Suprema Corte sobre os pedidos de liberdade que chegaram padronizados ao STJ com o subtítulo ‘Ato Popular 9 de julho de 2018 – Em defesa das garantias constitucionais’.

Documento