Joesley entrega passaporte

Joesley entrega passaporte

Empresário da JBS, solto na sexta-feira 9, foi à Justiça Federal, em São Paulo, na tarde desta segunda-feira, 12, cumprir medida cautelar imposta pela 12.ª Vara Federal, de Brasília

Julia Affonso

12 Março 2018 | 19h02

Joesley deixa a PF acompanhado de advogados. FOTO ALEX SILVA/ESTADAO

O empresário Joesley Batista, da JBS, entregou seu passaporte à Justiça Federal, em São Paulo, nesta segunda-feira, 12, e também assinou um termo de comparecimento semanal. As medidas foram ordenadas pela 12.ª Vara Federal, de Brasília, que mandou soltar o executivo.

Joesley foi solto na noite de sexta-feira, 9, após seis meses preso na Superintendência da Polícia Federal, na capital paulista.

O executivo foi preso em setembro do ano passado. Ele ficou custodiado na Superintendência da Polícia Federal, em São Paulo.

O empresário tinha contra si dois mandados de prisão. O primeiro, no âmbito de uma investigação sobre insider trading, já havia sido revogado em fevereiro pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A segunda ordem de prisão havia sido expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ele ter supostamente omitido informações de sua delação premiada na Procuradoria-Geral da República.

Este mandado foi enviado à 12.ª Vara Federal por ordem do ministro Edson Fachin haver desmembrado. Joesley deverá colocar tornozeleira eletrônica por decisão do STJ. O irmão de Joesley, o empresário Wesley Batista, foi solto em 21 de fevereiro.

Wesley tinha contra si apenas um mandado de prisão no âmbito da investigação de insider trading. O executivo deixou a prisão, mas não colocou tornozeleira eletrônica, pois a Justiça Federal de São Paulo não tem o equipamento.

Mais conteúdo sobre:

Joesley Batista