Injusta Causa

Injusta Causa

PF deflagra operação na Bahia contra suposto esquema de venda de sentenças judiciais e tráfego de influência no Tribunal Regional do Trabalho

Pedro Prata e Fausto Macedo

11 de setembro de 2019 | 08h33

A Polícia Federal, em parceria com o Ministério Público Federal, deflagraram a Operação Injusta Causa na manhã desta quarta, 11, para desarticular suposto esquema criminoso de venda de decisões judiciais e tráfico de influência no Tribunal Regional do Trabalho na Bahia (TRT5).

O MPF disse que ‘as investigações apontaram indícios da atuação de um grupo de juízes do Tribunal Regional do Trabalho que, em conjunto com advogados, estaria negociando acórdãos e decisões no TRT5. Há suspeitas de que os valores pagos a título de honorários aos advogados envolvidos no esquema sejam rateados entre os integrantes da organização criminosa, incluindo os agentes públicos.’

Operação pretende apreender provas complementares dos crimes. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Cinquenta policiais federais, acompanhados de cinco procuradores da República, cumprem 11 mandados de busca e apreensão em um órgão público, em um escritório de advocacia e nas residências dos investigados.

As buscas e apreensões têm como objetivo reunir documentos e outras provas das suspeitas do recebimento de vantagens financeiras indevidas, indicativos de combinações de decisões judiciais, de ocultação de bens e de associação entre os investigados.

As ações foram requeridas pelo vice-procurador-geral da República Luciano Mariz Maia e autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

COM A PALAVRA, O TRT5

A secretaria de comunicação informou que o Tribunal está cooperando com as investigações. Informou, ainda, que aguarda novas informações, uma vez que o processo corre em segredo de Justiça.

Tendências: