‘In Mandetta I trust’, afirma Rosângela Moro, ao defender ‘ciência’ contra ‘achismos’

‘In Mandetta I trust’, afirma Rosângela Moro, ao defender ‘ciência’ contra ‘achismos’

Advogada e mulher do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, tem defendido isolamento contra o coronavírus; publicação em apoio ao ministro da Saúde foi apagada minutos após ir ao ar

Luiz Vassallo

02 de abril de 2020 | 23h38

Rosangela Moro. Foto: ALEX SILVA/ESTADÃO

‘In Mandetta I trust’, afirmou Rosângela Moro, advogada e mulher do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em uma publicação em seu Instagram. A declaração foi feita nesta quinta, 2, mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro afirmar que falta ‘humildade’ ao seu ministro da Saúde e ressaltar que ninguém é “indemissível” em seu governo.

Rosângela afirmou que Mandetta ‘tem sido o médico de todos nós’ e que suas ‘saudações são para ele’. “Entre ciência e achismos eu fico com a ciência. Se você chega doente em um médico, se tem uma doença rara você não quer ouvir um técnico?”, indagou. Poucos minutos depois, a publicação foi apagada.

Mais cedo, em entrevista à rádio Jovem Pan, Bolsonaro afirmou: “O Mandetta já sabe que a gente está se bicando algum tempo. Eu não pretendo demitir o ministro no meio da guerra. Agora, ele é uma pessoa que em algum momento extrapolou. Eu sempre respeitei todos os ministros, o Mandetta também. Ele montou o ministério de acordo com sua vontade. Eu espero que ele dê conta do recado”.

Questionado pelo Estadão/Broadcast sobre as declarações do presidente, Mandetta respondeu: “Eu só trabalho, lavoro, lavoro”. Em seguida, desligou o telefone.

Segundo apurou o Estado, o presidente Jair Bolsonaro tem demonstrado irritação com Moro, na crise do coronavírus. No final de semana, o presidente reclamou a interlocutores que Moro é “egoísta” e não está atuando para defender as suas posições no enfrentamento às medidas restritivas dos Estados e municípios como controle da covid-19. Bolsonaro, segundo o Estado apurou, reclama de estar desassistido juridicamente.

Rosângela Moro defende isolamento social

Rosângela tem defendido o isolamento social em suas redes sociais. No sábado, postou uma foto deitada lendo um livro: “Sábado + quarentena = leitura”. No domingo, alertou para o número de mortes causadas pela covid-19 com a foto de um avião no ar. “A cada 200/300 pessoas que morrem é como se um avião caísse”, escreveu, complementando com as hashtags #fiqueemcasa “olheparaolado “quempodeficaemcasa”.

Na contramão de Bolsonaro, que tem desincentivado o isolamento, Moro já chegou a publicar em seu Twitter: “Segurança Pública não pode parar, mas muita gente pode. Quem puder, fique em casa.”

O ministro também republicou uma postagem do ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura, fazendo uma defesa pontual para a flexibilização das medidas restritivas. “Importante. Voluntarismo sem racionalidade e coordenação coloca o país em risco. Caminhoneiros precisam de serviços de suporte abertos na estrada, como borracharias e restaurantes. Alguns decretos estaduais devem ser revistos com urgência.”

Tudo o que sabemos sobre:

Rosângela Moro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: