Homem é condenado por tentar matar casal gay

Homem é condenado por tentar matar casal gay

Ministério Público do Rio Grande do Sul afirma que acusado agrediu vítimas a socos e tiros e disse que ali "não passava veado"

Redação

30 Abril 2015 | 13h24

 

foto-casal

Por Julia Affonso

Um homem de 32 anos foi condenado pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Porto Alegre na quarta-feira, 29, ‘pelas tentativas de homicídio qualificado por motivo torpe contra um casal homossexual’. Rodrigo Laranjeira Talavitz deverá cumprir 9 anos e 4 meses de prisão em regime fechado, sem direito a apelar em liberdade. As informações foram divulgadas pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul.

O crime ocorreu na madrugada de 25 de abril 2004. Segundo a Promotoria, Talavitz andava com outras pessoas, que não foram identificadas, na Avenida Getúlio Vargas, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Ao avistar o casal, o Talavitz teria dito que naquela rua “não passava veado”.

O Ministério Público afirma que o Talavitz começou a agredir os jovens a socos. As vítimas correram para o edifício onde um deles morava. O homem atirou quatro vezes e uma bala atingiu o ombro de um dos rapazes, que ficou internado por dois dias em um hospital de Porto Alegre.

Desde 2010, Talavitz está preso no Presídio Central, por participação em uma quadrilha de roubo de carros.