Homem arrasta mulher pelos cabelos em Fortaleza; veja as imagens

Homem arrasta mulher pelos cabelos em Fortaleza; veja as imagens

Agressor sem camisa investiu brutalmente contra vítima em uma avenida no bairro da Aldeota ; vídeo circula nas redes sociais

Jayanne Rodrigues

15 de fevereiro de 2022 | 17h01

O agressor, sem camisa, salta do carro e avança sobre a mulher. Ele arrasta a vítima pelos cabelos e a obriga a entrar em seu carro. A cena de barbárie ocorreu no domingo, 13, na Avenida Santos Dumont, Aldeota, em Fortaleza, e está circulando em vídeo nas redes sociais. As imagens mostram ainda a mulher aos prantos entrando no carro do espancador. Outros dois homens, do lado de lá da rua,  se aproximam do homem em fúria, que já está ao volante. Um deles alega ter sido atropelado pelo acusado.

“Eu sou seu amigo e você me atropelou, porr*”. Com a vítima no carro, ele sai de forma brusca e tenta cercar o colega na calçada com o veículo. O homem foge a pé. Com a investida frustrada, ele segue dirigindo e algumas pessoas que estão na rua questionam: “Ele está batendo nela de novo, tá?” O vídeo gravado pelas testemunhas capturou a placa do carro de luxo de cor branca do agressor. 

COM A PALAVRA, A POLÍCIA CIVIL DO CEARÁ

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) informa que a Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza investiga um caso de agressão, que teria ocorrido na noite desse domingo (13), no bairro Aldeota – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza. Imagens registradas auxiliam os trabalhos policiais. Nesse momento, oitivas e diligências estão em andamento. Mais informações serão repassadas posteriormente.

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais na região. As denúncias podem ser feitas para o número (85) 3108-2950, da DDM de Fortaleza. As informações podem ser encaminhadas também para o telefone 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.