Hackers invadem Instagram de mulher de Moro e anunciam venda de eletrônicos para ‘ajudar prima’

Hackers invadem Instagram de mulher de Moro e anunciam venda de eletrônicos para ‘ajudar prima’

"Pelo visto ninguém está imune", escreveu a advogada após recuperar perfil

Redação

28 de março de 2022 | 21h53

A advogada Rosangela Moro, esposa do ex-ministro Sérgio Moro, teve contas no Instagram e no WhatsApp hackeadas. Foto: Alex Silva / Estadão

Quase três anos após o ex-ministro Sérgio Moro, hoje pré-candidato a presidente, ter o celular invadido em um ataque cibernético, sua mulher, Rosangela Moro, também foi alvo de um crime virtual nesta segunda-feira, 28. Os perfis da advogada no Instagram e no WhatsApp foram hackeados.

Em mensagem publicada após recuperar o acesso ao perfil no Instagram, Rosangela informou que as redes socais foram invadidas para ‘aplicar golpes, lesar outras pessoas ou mesmo para se passar por mim’. “Pelo visto ninguém está imune”, escreveu.

No período em que assumiu o controle dos perfis, o hacker anunciou a venda de eletrodomésticos e eletrônicos. O objetivo, segundo a mensagem publicada, seria ‘ajudar uma prima’ que está de mudança e passa por ‘problemas pessoais’.

O próprio Sergio Moro foi alvo de um grupo hacker em junho de 2019, quando ainda era ministro da Justiça no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). O ataque atingiu o perfil de Moro no Telegram. O material obtido na invasão, cuja autenticidade é contestada pelo ex-ministro, inflamou os pedidos para que ele fosse declarado suspeito nos processos da Lava Jato envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o que foi reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:

Rosângela Moro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.