Governo estima economia de R$ 6 bi com ‘nação digital’

Governo estima economia de R$ 6 bi com ‘nação digital’

Nesta sexta, 28, Secretaria Especial de Modernização do Estado da Secretaria Geral da Presidência participa de evento em São Paulo sobre a 'transformação digital do Brasil' que deverá atingir, até 2020, pelo menos mil serviços públicos

Fausto Macedo e Luiz Vassallo

27 de junho de 2019 | 17h38

O governo estima economizar R$ 6 bilhões anualmente com a digitalização de mil serviços públicos. Nessa conta, R$ 3 bilhões deverão ser poupados pela administração pública e outros R$ 3 bilhões pela população, destinatária dos serviços públicos transformados, segundo cálculos da Secretaria de Governo Digital (SGD), vinculada à Secretaria de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, do Ministério da Economia.

A meta é alcançar um total de 400 serviços, até o final do ano.

No primeiro trimestre, 27 serviços foram digitalizados. Em 2019, já são 163 serviços transformados em digitais, envolvendo diversos órgãos públicos como o INSS, CVM, ANTT.

Foto: Acervo Pessoal

Em 2020, outros 600 serviços passarão por esse processo, totalizando mil setores transformados em dois anos.

Nesta sexta, 28, em São Paulo a transformação digital de setores importantes da administração será o tema principal do evento.’Os caminhos do Brasil e Portugal para a transformação digital dos serviços públicos’.

O encontro será realizado na Casa do Saber (Rua Dr. Mário Ferraz, 414, Itaim), entre 10hs e meio dia.

Vão participar do evento o Secretário de Modernização da Administração de Portugal Luis Góes Pinheiro e a Secretária Especial de Modernização do Estado da Secretaria Geral da Presidência, Marcia Amorim.

O projeto brasileiro de transformação digital é articulado pela Secretaria Especial de Modernização do Estado da Secretaria-Geral da Presidência e pela Secretaria de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

“Trata-se de um projeto prioritário para o Governo transformar o Brasil em uma nação digital”, afirma Marcia Amorim. “Este é um desafio transversal que está sendo enfrentado pela Secretaria-Geral da Presidência da República, por intermédio da Secretaria de Modernização do Estado, e em parceria com diversos ministérios, destacadamente o Ministério da Economia.”

Ela assinala que já somos 120 milhões de conectados.

Para modernizar estruturas e processos, levando em conta que o Brasil é o quarto país do mundo em número de pessoas com acesso à internet, o governo quer transformar em digitais o maior volume possível de serviços públicos. “A meta é fazer com que o cidadão possa acessar e solicitar os serviços pela internet.”

“O objetivo é, por meio da digitalização dos serviços do Governo, facilitar a vida e atenuar a jornada do cidadão, agilizando as respostas e diminuindo os custos”, informou a Secretaria-Geral da Presidência da República.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.