Governo Doria recolhe 500 mil máscaras de empresa para usar em hospitais

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Governo Doria recolhe 500 mil máscaras de empresa para usar em hospitais

Governo Estadual notificou a 3M para que entregue material com o fim de combater a pandemia do coronavírus, com uso de requisição administrativa, recurso previso em lei que permite Poder Público se apropriar de bem privado em casos de emergência

Luiz Vassallo

27 de março de 2020 | 18h04

Polícia e agentes da Saúde notificam 3M sobre requisição de 500 mil máscaras

A Polícia Civil de São Paulo e agentes da Saúde requereram 500 mil máscaras da empresa 3M, na cidade de Sumaré (região de Campinas), com o objetivo de destiná-las a profissionais da rede estadual de saúde. A empresa foi notificada nesta sexta-feira, 27.

Segundo o governo estadual, ‘representantes do Governo do Estado de São Paulo estiveram nesta sexta (27) na unidade fabril da 3M, na cidade de Sumaré (região de Campinas), para entregar ofício de requisição à diretoria da 3M’.

“A ação desta sexta foi organizada pelas Secretarias de Estado da Saúde e de Governo e teve o apoio da Polícia Civil”, afirma o governo.

Requisição administrativa é o nome dado ao uso de propriedade particular, pelo Poder Público, com posterior indenização, em caso de dano. O instituto, segundo a lei, pode ser utilizado em caso de iminente perigo público (leia mais a respeito).

COM A PALAVRA, 3M

A empresa esclarece que vem recebendo diversas solicitações de respiradores, de órgãos públicos de todo o País. Especificamente com relação ao governo do estado de São Paulo, a empresa ressalta que já havia se comprometido com o fornecimento de 120 mil respiradores ao longo do mês de abril e que aprovou a expansão deste volume para 500 mil, aguardando apenas a colocação do pedido por conta do Governo. A ação do governo do Estado, portanto, causa surpresa para a empresa. A companhia reforça que aumentou sua produção e tem investido grandes esforços desde o início do surto, e trabalha para fornecer a todos dentro de sua capacidade produtiva. A empresa está comprometida a continuar apoiando e colaborando com a saúde pública no que se refere ao coronavírus.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: