Galeria dos vereadores de Carapicuíba presos na Operação Pasta Vazia

Galeria dos vereadores de Carapicuíba presos na Operação Pasta Vazia

Conheça os políticos capturados por ordem da Justiça, após investigação do Ministério Público do Estado que atribui a eles fraudes na contratação de servidores

Fausto Macedo e Julia Affonso

24 Agosto 2016 | 10h51

Jefferson Macêdo

Jefferson Macêdo

Paulo Xavier

Paulo Xavier

Elias Cassunde

Elias Cassunde

Nenê Crepaldi

Nenê Crepaldi

Carlos Japonês

Carlos Japonês

Jefferson Macêdo (PSDB), Elias Cassundé (PPS), Carlos Japonês (PPS), Nenê Crepaldi (PPS) e Paulo Xavier (PSDB) foram presos na Operação Pasta Vazia, do Ministério Público do Estado de São Paulo.
São todos vereadores do município de Carapicuíba, na Grande São Paulo, acusados de fraudes na contratação de servidores sem concurso público em troca de votos nas eleições.

A prisão de Macêdo, Cassundé, Japonês, Crepaldi e Xavier foi decretada pela Justiça Danielle Grandinetti, que acolheu denúncia das promotoras de Justiça Camila Moura e Silva e Sandra Reimberg, do Ministério Público Estadual. Quatro vereadores foram presos no final da tarde desta terça-feira, 23. Um deles, o tucano Xavier, já estava preso desde maio, por outro processo.

Além dos vereadores, a secretária-adjunta de Obras de Carapicuíba, Elaine Cristina Pereira, está presa.
Everaldo Francisco da Silva, candidato a vice-prefeito nas próximas eleições de Carapicuíba, está foragido. Também está foragido o ex-deputado estadual e atual secretário de Gestão de Carapicuíba, Isac Franco Reis (PT).

Elaine Pereira

Elaine Pereira

Mais conteúdo sobre:

Carapicuíba