Fux, Fachin, Gilmar e Moraes lamentam morte de Major Olímpio, vítima da covid-19

Fux, Fachin, Gilmar e Moraes lamentam morte de Major Olímpio, vítima da covid-19

Parlamentar filiado ao PSL estava internado desde o dia 5; ministros prestaram solidariedade aos familiares do senador

Rayssa Motta e Paulo Roberto Netto

18 de março de 2021 | 17h20

Os ministros Edson Fachin e Luiz Fux. Fotos: Nelson Jr/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, e os ministros Edson Fachin, Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes lamentaram a morte cerebral do senador Major Olimpio (PSL-SP), comunicada nesta quinta-feira, 18, após complicações pela covid-19. “Foi um parlamentar combativo em relação aos valores morais e institucionais do Estado de Direito e da legalidade democráticas”, disse Fux.

No intervalo da sessão plenária desta quinta-feira, Fux ligou para o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para prestar solidariedade em nome do tribunal. No Congresso, foi decretado luto oficial de 24 horas.

Com a retomada da sessão, Fachin, Gilmar e Moraes também se solidarizaram aos familiares do senador e das demais vítimas do novo coronavírus. “A enlutada nação brasileira continua a padecer desta tragédia”, lamentou Fachin. “Associo-me aos pêsames que Vossa Excelência vem de expressar ao falecimento do senador bem como de todas as milhares de vítimas que o País infelizmente tem registrado”, acrescentou.

Integrante da ala do PSL rompida com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Major Olimpio (PSL-SP) estava internado desde o último dia 5. O senador deixa esposa e dois filhos.

Para Gilmar Mendes, a morte do senador “é mais uma tragédia que se abate sobre famílias brasileiras”. “Conheci o Major Olímpio há décadas, combatente, combativo, e com isso estamos chegando a quase 300 mil mortes”, acrescentou Moraes.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, também comentou o falecimento. “Recebo com muita tristeza a notícia sobre a morte do Senador Major Olímpio. Em um tempo em que a divergência tem causado tanta insegurança, guardo especial respeito por aqueles dos quais frequentemente discordei, sabendo que estamos, ainda que nas discordâncias, do lado do País”, escreveu nas redes sociais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.