Futricas pantaneiras

Futricas pantaneiras

João Linhares*

24 de julho de 2022 | 06h30

João Linhares Júnior. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Na mata,

fiquei sentado horas à beira do riacho,

escutando o som de Deus.

Frutificado de calma…

Fitei, por longos minutos, dois dourados,

que pareciam travar um diálogo.

Eram ateus,

conquanto tivessem alma.

Não acreditavam nas coisas do diabo.

Cheguei pertinho – e mais pertinho ainda,

pois estava inebriado…

Queria descobrir os arcanos,

os segredos seus.

Ambos se entreolharam,

e um disse ao outro:

– Olha o bocó espiando a gente.

Sem graça,

e mais que de repente,

dei-lhes adeus.

*João Linhares, integrante da Academia Maçônica de Letras de MS. Promotor de Justiça, do MPMS, desde 2000. Mestre em Garantismo e Processo Penal pela Universidade de Girona, Espanha. Especialista em Jurisdição Constitucional e Direitos Fundamentais pela PUC – RJ.

Tudo o que sabemos sobre:

Artigo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.