Força-tarefa de professores da SanFran dá apoio jurídico a projeto da Poli de ventilador pulmonar de baixo custo produzido em duas horas

Força-tarefa de professores da SanFran dá apoio jurídico a projeto da Poli de ventilador pulmonar de baixo custo produzido em duas horas

Iniciativa nas Arcadas centenárias do Largo São Francisco mobiliza grupo de docentes da Faculdade de direito da USP a auxiliar o projeto Inspire, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar da Escola Politécnica para suprir a possível demanda do aparelho hospitalar devido à pandemia da Covid-19

Pepita Ortega e Fausto Macedo

02 de abril de 2020 | 11h09

A Faculdade de Direito da USP no Largo São Francisco. Foto: Nilton Fukuda / Estadão

A Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – também conhecida como Arcadas ou SanFran, por causa de sua localização no Largo São Franscico – montou uma equipe de professores para dar apoio à Escola Politécnica (Poli) e à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo no projeto Inspire – um ventilador pulmonar aberto de baixo custo, com tecnologia nacional e que pode ser produzido em duas horas. O projeto foi desenvolvido para suprir a possível demanda do aparelho hospitalar devido à pandemia da Covid-19.

Especialistas em diferentes áreas do Direito – penal, empresarial, civil e administrativo -, os docentes da SanFran asseguram que as empresas interessadas em acessar ao projeto de patente aberta, para fabricar e distribuir o equipamento, respeitem as especificações e processos exigidos por lei, observando as normas regulatórias do setor.

Produzido por uma equipe multidisciplinar da Poli, o protótipo ‘Inspire’ usa componentes disponíveis no mercado brasileiro. A ideia dos pesquisadores foi a de driblar a dificuldade de importação de componentes utilizados nos ventiladores já disponíveis no mercado, o que pode levar à cadeia de produção instalada no País a não conseguir aumentar a produção para a demanda nas próximas semanas.

Foto: Reprodução / Projeto Inspire

Os desenvolvedores também levaram em conta a possibilidade de falta de linhas de ar comprimido nos leitos de hospital, ‘o que torna necessário o bombeamento de ar para o paciente’.

O projeto Inspire é coordenado pelos professores Marcelo Knörich Zuffo e Raúl Gonzalez Lima e conta com a participação de Alembert Eistein Lino Alvarado, Dario Gramorelli, Emerson Moretto, Felipe Fava de Lima, Francisco Baccaro Nigro, Henrique Takachi Moriya, Otto Werner Heringer, Silvio Andrade Figueiredo e Renato de Lima Vitorasso.

Já a força-tarefa da FDUSP é coordenada pelo diretor da instituição, professor Floriano de Azevedo Marques Neto, é integrada por Otávio Rodrigues Júnior, Antônio Morato, Juliana Kruger Pela, Carlos Portugal Gouvea, Marcos Augusto Perez, Ana Elisa Bechara.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: