Flávio Bolsonaro quer cópia do inquérito Queiroz

Flávio Bolsonaro quer cópia do inquérito Queiroz

Parlamentar ainda afirma, em seu Facebook, que 'não pode ser responsabilizado por atos de terceiros'

Redação

10 Janeiro 2019 | 15h52

Reprodução

Ao justificar sua ausência em depoimento previsto para esta quinta-feira, 10, o senador Flávio Bolsonaro afirmou que pediu ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro uma cópia do inquérito que investiga seu ex-assessor, Fabrício Queiroz. A declaração foi publicada por meio de sua conta pessoal no Facebook.

O parlamentar afirma não ter tido acesso aos autos, e que foi notificado do convite da Promotoria do Rio no dia 7. “No intuito de melhor ajudar a esclarecer os fatos, pedi agora uma cópia do mesmo para que eu tome ciência de seu inteiro teor”.

“Ato contínuo, comprometo-me a agendar dia e horário para apresentar os esclarecimentos, devidamente fundamentados, ao MP/RJ para que não restem dúvidas sobre minha conduta”, afirmou.

O senador ainda disse que ‘não pode ser responsabilizado por atos de terceiros, como parte da grande mídia tenta, a todo custo, induzir a opinião pública’.

A investigação mira movimentação atípica de R$ 1,2 milhão atribuída pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF) ao ex-assessor do parlamentar quando ele ainda ocupava cargo na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O documento foi anexado pelo Ministério Público Federal à investigação que deu origem à Operação Furna da Onça, realizada no mês passado e que levou à prisão dez deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).