‘Falso e criminoso’, diz Ives Gandra sobre áudio atribuído a ele que convoca população para protestar contra o STF no 7 de setembro

‘Falso e criminoso’, diz Ives Gandra sobre áudio atribuído a ele que convoca população para protestar contra o STF no 7 de setembro

Jurista afirma ter 'respeito e admiração' pelos ministros do tribunal e prega diálogo entre os Poderes

Redação

26 de agosto de 2021 | 21h17

Ives Gandra Martins. Foto: Vivi Zanata/Estadão

O jurista Ives Gandra da Silva Martins negou nesta quinta-feira, 26, que tenha convocado a população a sair às ruas contra o Supremo Tribunal Federal (STF) no feriado do dia 7 de setembro, como sugere um áudio que circula nas redes sociais.

“É falso e criminoso”, diz o advogado em nota divulgada à imprensa.

Gandra afirma que, embora discorde, como professor, de decisões pontuais do tribunal, tem ‘respeito e admiração’ pelos ministros. Ele também pregou o diálogo no atual contexto de crise institucional entre Executivo e Judiciário.

“Não lidero qualquer espécie de movimento e tenho, em minhas manifestações, sempre pessoais apenas, insistido no diálogo entre os Poderes para reduzir as tensões atuais”, disse.

No áudio, alguém se passa pelo jurista para orientar manifestantes sobre os protestos programados para o Dia da Independência e chega a pregar a substituição dos ministros do STF e a aprovação do comprovante impresso do voto. “Nós temos que dizer o que queremos que o nosso presidente faça”, diz a voz.

Leia a nota de Ives Gandra:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.