Fachin torna público relatório de ação penal contra Raupp por corrupção

Fachin torna público relatório de ação penal contra Raupp por corrupção

Ministro do Supremo divulga documento para dar celeridade ao julgamento do processo, pois medida desobriga a leitura na sessão da Corte

Pedro Prata

26 de setembro de 2019 | 13h43

O ministro Edson Fachin, do Supremo, divulgou o relatório da Ação Penal (AP) 1015, na qual o ex-senador Valdir Raupp (MDBRO) e seus ex-assessores parlamentares Maria Cléia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha respondem pela suposta prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Documento

Em seu despacho, Fachin explica que o objetivo é ‘dar celeridade ao julgamento do processo, pois a divulgação prévia, com ciência isonômica e simultânea às partes, desobriga a leitura do relatório na sessão’.

A ação foi indicada para o calendário da pauta de julgamento do próximo dia 29 de outubro, a critério da Presidência da Segunda Turma.

COM A PALAVRA, A DEFESA

O ex-senador sempre negou recebimento de valores ilícitos. A reportagem busca contato com a defesa de Raupp e dos outros citados no processo, seus ex-assessores parlamentares. O espaço está aberto para manifestação. (pedro.prata@estadao.com)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: