Fachin relator

Fachin relator

Após mudar da primeira para a segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, o ministro foi escolhido para assumir o comando da Operação Lava Jato na Corte e vai ser responsável pelas investigações envolvendo políticos detentores de foro privilegiado

Redação

02 de fevereiro de 2017 | 11h36

ADST850 BSB - 01/02/2017 - STF / SESSÃO- POLITICA - Ministro Luiz Edson Fachin na sessão do STF pra homenagear o falecido ministro Teori Zavascki , no Supremo Tribunal Federal, em Brasilia. FOTO: ANDRE DUSEK/ESTADAO

O ministro Luiz Edson Fachin, do STF.. Foto: André Dusek/Estadão

O ministro Luiz Edson Fachin assume nesta quinta-feira, 2, a relatoria da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.  O nome do sucessor de Teori Zavascki na Lava Jato foi definido por sorteio eletrônico.

Na quarta-feira, 1, o ministro solicitou à presidente da Corte, Cármen Lúcia, a transferência da Primeira para a Segunda Turma do STF, responsável pelos casos da operação.

Desde a morte de Teori, em 19 de janeiro, a Lava Jato estava sem relator no Supremo. Fachin foi indicado ao Supremo pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 14 de abril de 2015. Seu nome foi referendado pelo Senado no dia 19 de maio daquele ano por 52 votos a 27 (três parlamentares não votaram).

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoLuiz Edson FachinSTF

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.