Explicações de Temer a Barroso

Explicações de Temer a Barroso

Leia manifestação dos advogados do presidente ao ministro do Supremo Tribunal Federal em que afirmam ter obtido informações sobre quebra de sigilo do emedebista por meio de pesquisa pública, 'no próprio sítio eletrônico da Corte, na seção do Diário da Justiça Eletrônico'

Breno Pires, Amanda Pupo e Fausto Macedo

07 Março 2018 | 15h51

Michel Temer. Foto: Beto Barata/PR

A defesa do presidente Michel Temer (MDB) protocolou nesta quarta-feira, 7, no gabinete do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), em 12 páginas – incluindo imagens da página eletrônica da Corte -, manifestação em que afirma que ‘não houve nenhum vazamento de informações consideradas sigilosas’ sobre a quebra de sigilo bancário do emedebista.

Documento

A defesa, representada pelo criminalistas Antônio Claudio Mariz de Oliveira e Brian Alves Prado, pede a Barroso que autorize acesso ‘ao procedimento que determinou a quebra do sigilo bancário do sr. presidente da República ou eventual outra medida restritiva que tenha sido decretada em seu desfavor, independentemente do número de autuação que tenha recebido quando do seu registro perante essa Colenda Corte’.

 

Mais conteúdo sobre:

Michel TemerSTF