Ex-presidente do Supremo diz que Fachin é ‘escolha feliz’ de Dilma

Ex-presidente do Supremo diz que Fachin é ‘escolha feliz’ de Dilma

Carlos Veloso, ministro por 16 anos da Corte máxima, define indicado pela presidente como 'um expert'

Redação

14 Abril 2015 | 20h03

Por Fausto Macedo e Mateus Coutinho

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Veloso, disse nesta terça feira, 14, que a presidente Dilma Rousseff fez “uma escolha feliz” ao indicar para a cadeira de Joaquim Barbosa na Corte máxima o professor e jurista Luiz Fachin.

“Luiz Fachin é um grande jurista, é um homem do Direito que recentemente foi eleito para a Academia Brasileira de Letras Jurídicas”, declarou Veloso. “Foi uma escolha muito feliz da presidente Dilma.”

O ex-ministro, que durante 16 anos atuou no Supremo, lembrou que a Corte “é uma casa de grandes questões jurídicas”.

Seminário Internacional Direito e Desenvolvimento entre Brasil e Estados Unidos, no Tribunal de Justiça do Rio deJaneiro, centro da cidade.

Ex-ministro do Supremo Carlos Veloso. Foto: Marcos Arcoverde/Estadão

“O Supremo tem sido visto ultimamente como uma Corte penal, mas é na realidade uma Corte constitucional. Por isso, a escolha do professor Fachin é excelente. O que mais importa para o Supremo é o fato de que aquele que exerce o cargo de ministro seja um expert, um jurista com uma visão ampla do Direito, principalmente do Direito público e do Direito constitucional, que é o caso de Luiz Fachin.”

O advogado criminal Antonio Cláudio Mariz de Oliveira desejou que Fachin “cumpra com competência as suas novas e elevadas funções, como cumpriu até agora aquelas que lhe foram cometidas”. Mariz de Oliveira, porém, fez uma ressalva. “Especialmente faço votos que ele represente no Supremo o garantismo penal para fazer frente a essa cultura punitiva que tem tomado conta inclusive da magistratura brasileira.”

Foto: Ed Ferreira/Estadão

O ex-ministro Eros Grau Foto: Ed Ferreira/Estadão

O ex-ministro do Supremo Eros Grau disse que conhece Luiz Fachin há muito tempo. “É um homem muito preparado intelectualmente, uma pessoa que me parece de muito bom senso e isso é o mais importante para o juiz.”

O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, João Ricardo Costa, disse que Luiz Fachin foi professor de várias gerações de juízes. “Ele afirmou que guarda “uma excelente impressão do dr. Fachin”.

“Eu mesmo, em determinado momento, tive aulas com ele. É um grande conhecimento jurídico. A serenidade e tranquilidade que expressa na sua fala traz bastante alento e segurança para todos nós. Um nome importante que vem honrar o cargo de ministro do Supremo”, declarou João Ricardo Costa.

joao-ricardo-costa-amb

Presidente da AMB, João Ricardo Costa. Foto: Divulgação

O presidente da AMB, principal e mais influente entidade dos magistrados, disse que espera que o escolhido pela presidente Dilma “aplique a Constituição, olhe para os anseios do povo brasileiro e lute como todos os juízes por uma sociedade mais justa”.

“Que (Fachin) esteja sempre atento às desigualdades sociais que cada vez mais aumentam no Brasil e que tenha sucesso nessa tarefa”, disse João Ricardo Costa.

Mais conteúdo sobre:

Luiz Edson FachinSTF