Ex-chefe da Polícia de Brasília avança sobre porteiro; ‘Te mato aqui e agora, seu cachorro, seu bosta’

Ex-chefe da Polícia de Brasília avança sobre porteiro; ‘Te mato aqui e agora, seu cachorro, seu bosta’

Laerte Bessa, também ex-deputado federal, foi filmado agredindo o síndico e ameaçando funcionário do prédio onde mora, em Águas Claras/Distrito Federal

Pedro Prata

13 de novembro de 2019 | 15h19

O ex-deputado federal e ex-chefe da Polícia Civil de Brasília Laerte Bessa foi filmado agredindo o síndico e ameaçando matar o porteiro do prédio onde reside em Águas Claras, Distrito Federal. Bessa se descontrolou porque o funcionário não deixou um entregador de comida subir com a encomenda até o seu apartamento.

Ao ouvir do porteiro que os entregadores não podem acessar os apartamentos depois das 23h, ele se enfurece e parte para a agressão, mostra a imagem. “Quem é que está com a encomenda aí. É você? Está querendo morrer? Quer morrer? Eu te mato aqui e agora, filho da puta!”

Laerte Bessa foi chefe da Polícia Civil de Brasília durante a gestão Joaquim Roriz. Também foi deputado federal pelo PMDB, de 2007 a 2011, e pelo PR, entre 2015 e 2019.

As agressões foram gravadas pelo celular do porteiro. Em parte do vídeo o equipamento fica na mesa, e só é possível ouvir xingatório e ofensas de Bessa.

“Seu cachorro! E vai chegar outro (entregador). Se você falar isso de novo, vou te dar um tiro na cara! Liga para o síndico, diga que eu estou esperando ele.”

No áudio, é possível ouvir que o porteiro ligou para o síndico. “Sim, ele (Bessa) está aqui embaixo e já me bateu.”

“Você é frouxo, filho da puta. Onde você vai, filho da puta? Onde você largou sua arma? Vai lá buscar sua arma que a gente vai trocar tiro aqui.”

Enquanto autoriza o entregador a subir, Bessa esbraveja. “Cadê o filho da puta do síndico? Cadê?”

As ofensas seguem. “Você é um bosta, pau mandado. Eu sou o cara mais amigo de todo mundo aqui. Você não pode fazer isso comigo não, seu cachorro, falar que não pode entrar depois das 23h. Você é um filho da puta!”

Minutos depois, um homem aparece no vídeo sendo empurrado e chutado por Bessa. “Você que é o síndico? Seu filho da puta! Você me respeita!”

“Você é um filho da puta. Você e aquele bosta!”, diz, apontando para o porteiro. “Seu cachorro! Você me respeita! Sou o primeiro morador daqui. E vai chegar mais comida! Quero ver quem vai ser o filho da puta que não vai deixar subir! Pode ligar para a Polícia se você quiser. Vai, liga para a Polícia! Você é ladrão também! Está fazendo essas coisas na garagem.”

COM A PALAVRA, LAERTE BESSA

A reportagem busca contato com o ex-deputado federal e ex-chefe da Polícia Civil de Brasília. O espaço está aberto para sua manifestação.

Tendências: