‘Eu apoiei foi o Aécio’, diz Argello a Moro

‘Eu apoiei foi o Aécio’, diz Argello a Moro

Ex-senador, réu da Lava Jato, depôs na sexta-feira e contou que 'todo mundo' pensava que ele era da base de Dilma

Mateus Coutinho

27 de agosto de 2016 | 04h40

O ex-senador Gim Argello. Foto: Reprodução

O ex-senador Gim Argello. Foto: Reprodução

Em seu interrogatório de mais de uma hora e meia para o juiz Sérgio Moro, o ex-senador Gim Argello, preso desde abril pela operação Lava Jato, negou qualquer envolvimento em irregularidades e até disse que apoiou em 2014 o então candidato do PSDB Aécio Neves, opositor de Dilma Rousseff (PT).

“Todo mundo pensava que eu era próximo do PT, que eu era da base do governo, não senhor eu apoiei foi o Aécio Neves, fiz esse enfrentamento na eleição de 2014”, afirmou o ex-senador em uma tentativa de se dissociar da acusação de que teria atuado para não investigar empreiteiros nas CPIs da Petrobrás em 2014.

CONFIRA O DEPOIMENTO DE ARGELLO QUE CITA O APOIO A AÉCIO (A PARTIR DE 20MIN17SEG)

https://youtu.be/AJvAttkDzq0

Naquele ano, o então senador Gim Argello estava no PTB e disputou a reeleição pela chapa composta por DEM, PR, PMN , PRTB e PTB.

Ele também alegou que, em seus encontros em 2014 com executivos de grandes empreiteiras investigadas na Lava Jato, teria dito aos empresários que a ideia dos políticos na comissão não era de prejudicá-los e que o foco da CPI Mista seria o episódio da compra da refinaria de Pasadena pela Petrobrás.

Preso na Operação Vitória de Pirro, 28ª fase da Lava Jato, Argello deu seu depoimento na ação penal em que é acusado de extorquir empreiteiros para evitar a convocação dos executivos nas duas CPIs da Petrobrás, uma no Senado e uma Mista no Congresso.

A investigação aponta que teria sido acertado entre o ex-senador e empreiteiros o pagamento de ao menos R$ 5,3 milhões, parte em doações oficiais aos partidos da chapa de Argello e parte por meio de doação a uma paróquia em Brasília.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: