Entenda por que a Justiça mandou prender Queiroz; leia a decisão

Entenda por que a Justiça mandou prender Queiroz; leia a decisão

Em 46 páginas, juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal da Capital, fundamentou o decreto de prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro

Redação

18 de junho de 2020 | 20h51

Fabrício Queiroz. FOTO: NELSON ALMEIDA/AFP

O juiz Flávio Nicolau, da 27ª Vara Criminal da Capital, decretou, na última terça-feira, 16, a prisão do ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz, pivô do suposto esquema de ‘rachadinhas’ que arrastou o gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro para o centro de uma investigação criminal. O ex-PM foi preso na manhã desta quinta, 18, em Atibaia, no interior de São Paulo.

No documento, o magistrado menciona suposta ‘influência’ do policial militar da reserva com a milícia do Rio, reproduz acusações de promotores que apontam Queiroz como ‘operador financeiro’ de Flávio e traz provas detalhadas obtidas na investigação.

Leia abaixo a íntegra da sentença:

Documento

Tudo o que sabemos sobre:

Fabrício José Carlos de Queiroz

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.