Empresário vai falar à Câmara sobre ‘caixa dois’ ao prefeito de Guarulhos

Décio Pompeo Jr., que admitiu ao Estado pagamento de pesquisa eleitoral 'por fora' da campanha de Guti (PSB) em 2016, se inscreveu para falar no plenário da Casa

Luiz Vassallo

25 Junho 2018 | 05h09

O empresário Décio Pompeo Jr. se inscreveu para falar nesta terça-feira, 26, no plenário da Câmara Municipal de Guarulhos, sobre suposto caixa dois do qual teria participado em benefício da campanha do prefeito Guti (PSB).

O caso foi revelado pelo Estado, quando, questionado, Pompeo admitiu suposto acerto com agentes da campanha para que o jornal GuarulhosWeb bancasse uma pesquisa eleitoral. Ele afirma que o veículo recebeu, por fora, pagamentos para a pesquisa.

A reportagem obteve acesso a transações do jornal que revelam pagamentos de R$ 150 mil de uma pessoa física e uma loja de essências. De acordo com Pompeo, os valores foram acertados entre representantes do então candidato e donos do noticioso para bancar a pesquisa.

A reportagem compareceu à loja de essências em São Bernardo do Campo e o dono admitiu ser amigo de ‘longa data’ de Ernesto Zanon, atual diretor de comunicação da Prefeitura de Guarulhos, e antigo dono do jornal.

Tanto Zanon quanto o prefeito de Guarulhos negaram, com veemência, a versão do empresário. “Sobre Décio Pompeo Junior, a Prefeitura informa que, apesar dele não ser jornalista, o comerciante mantém um site na cidade, utilizado para espalhar também notícias falsas com o objetivo de denegrir a imagem da atual gestão. Por este motivo, o prefeito confirma que já o acionou juridicamente por diversas vezes, aguardando a decisão judicial”, afirma o prefeito, por meio de nota.

Já Zanon diz que ‘jamais encomendou qualquer pesquisa a pedido de algum político, mesmo tendo sido no passado assessor parlamentar do então deputado federal Carlos Roberto (PSDB), que naquele pleito figurava como candidato a prefeito, constando inclusive pagamento realizado a este jornalista em sua prestação de contas ao TSE’.