‘Emergência de saúde pública’ fez Lewandowski mandar vacinação a Plenário

‘Emergência de saúde pública’ fez Lewandowski mandar vacinação a Plenário

Leia os despachos do ministro que submetem ao crivo do colegiado da Corte etapa sensível da pandemia que já matou mais de 156 mil no Brasil

Redação

24 de outubro de 2020 | 17h27

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal. Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF (18/02/2020)lewan

O ministro Ricardo Lewandowski mandou diretamente para o Plenário do Supremo Tribunal Federal a decisão sobre a vacinação da população contra a Covid-19. Ao aplicar o rito abreviado a ações apresentadas à Corte pelo PDT, o PTB e a Rede Sustentabilidade, o ministro destacou a ‘importância da matéria e a emergência de saúde pública decorrente do surto do coronavírus’.

Como mostrou o repórter Breno Pires, o ministro pediu explicações ao Planalto, além de pareceres da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR). Leia a íntegra das decisões abaixo.

Documento

Documento

Documento

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.