Em liberdade há quatro meses, deputado bolsonarista Daniel Silveira volta à cena e diz que ministros do STF são ‘deficientes de moral’

Em liberdade há quatro meses, deputado bolsonarista Daniel Silveira volta à cena e diz que ministros do STF são ‘deficientes de moral’

Durante evento em Londrina, sábado, 12, parlamentar incitou platéia a 'enfrentar o sistema' e poupou apenas magistrados indicados pelo presidente Jair Bolsonaro para a Corte, Kassio Nunes Marques e André Mendonça, 'decentes e imparciais'; assista

Jayanne Rodrigues

14 de março de 2022 | 15h05

O deputado atacou ministros do STF e investiu em falas pedindo apoio à Bolsonaro. Foto: Reprodução/ Internet

Durante um evento realizado no último sábado, 12, em Londrina, o deputado bolsonarista Daniel Silveira disparou ataques e ofensas contra ministros do Supremo Tribunal Federal. “Deficientes de moral”, disse o político. Na ocasião, o parlamentar convidou a plateia a “enfrentar o sistema” e elogiou os ministros Kassio Nunes Marques e André Mendonça, classificados por ele como “decentes e imparciais”. O deputado foi preso em fevereiro do ano passado por criticar os membros da corte, principalmente Edson Fachin. Em novembro, após ter ficado nove meses detido, ele recebeu alvará de soltura emitido pelo ministro do STF Alexandre Moraes. 

Ao longo da palestra, ele chegou a comparar que a sua prisão representou uma censura para a sociedade. “Vocês acham que eu fui preso? Não, vocês que foram presos” e acrescentou “vai continuar essa história se nós dobramos o joelho”. Com o auditório lotado, ele provoca o público mais uma vez, a atacar o STF. “Essas imposições vêm através do judiciário”, oferta. A nova investida de Daniel Silveira, com hostilidades à Corte, foi divulgada em primeira mão pelo jornalista Eduardo Matysiak, do Paraná. A reportagem do Estadão também teve acesso ao pronunciamento do deputado bolsonarista. Veja um trecho vídeo:

O parlamentar argumentou que vai seguir ao lado de Bolsonaro para indicar dois ministros para o STF e pediu o apoio das pessoas. “Vocês têm que ser o maior cabo eleitoral do presidente e da base dele”. Ele finalizou o discurso de aproximadamente sete minutos sob aplausos. 

No palco, Silveira estava acompanhado do deputado federal Filipe Barros e da deputada federal Aline Sleutjes, ambos do partido União Brasil. A participação dele no congresso chamado ‘Brasil Profundo Paraná’ faz parte da pré-campanha eleitoral para uma vaga no Senado. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.