Em carta-aberta a todos os candidatos à Presidência, arquitetos e urbanistas pedem políticas públicas de preservação ambiental, emprego e menos desigualdades

Em carta-aberta a todos os candidatos à Presidência, arquitetos e urbanistas pedem políticas públicas de preservação ambiental, emprego e menos desigualdades

Sete entidades que representam as categorias se uniram para elaborar documento com propostas em nome do 'desenvolvimento social e econômico que priorize a qualidade e o cuidado com a vida da população brasileira'; manifestação será entregue a lideranças partidárias

Redação

29 de março de 2022 | 06h00

Arquitetos e urbanistas pedem políticas públicas de preservação ambiental, redução de desigualdades e aumento do emprego. Fotos: Dida Sampaio, Marcos de Paula e Werther Santana/Estadão

Sete entidades que representam arquitetos e urbanistas se uniram para lançar nesta terça-feira, 28, uma carta-aberta com sugestões aos planos de governo e propostas de campanha dos pré-candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal e estadual nas eleições 2022.

Documento

O documento traz propostas divididas em sete eixos: planejamento; habitação, saúde pública e meio ambiente; organização e política de Estado; valorização da arquitetura e urbanismo; tributos e trabalho; educação; e relação com a sociedade.

O objetivo da iniciativa, segundo a coalização, é colocar em debate uma agenda de ‘desenvolvimento social e econômico que priorize a qualidade e o cuidado com a vida da população brasileira’. Os pilares são a preservação ambiental, a redução das desigualdades e a ampliação de oportunidades de geração de emprego e renda.

“É inegável que as desigualdades territoriais foram determinantes na propagação da pandemia da covid-19. Além disso, as mudanças climáticas apontam a emergência de ações na crise ambiental”, diz um trecho do documento.

Nadia Somekh, presidente do CAU. Foto: arquivo pessoal

A carta será entregue a lideranças partidárias em um trabalho conjunto das entidades para sensibilizar as autoridades.

“Vamos levar para a sociedade a importância de votar nos candidatos que defenderem a pauta da qualidade da vida dos brasileiros”, afirma a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU Brasil), Nadia Somekh.

Conheça todas as entidades que assinam o documento:

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU Brasil)

Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA)

Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB)

Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA)

Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP)

Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA)

Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.