Eduardo Cunha se defende no twitter de acusações de lobista do PMDB

Eduardo Cunha se defende no twitter de acusações de lobista do PMDB

Presidente da Câmara posta sequência de quatro mensagens em que rebate denúncias de recebimento de propinas; ' Quero desmentir com veemência ter recebido qualquer valor

Redação

28 de setembro de 2015 | 21h19

Por Mateus Coutinho e Julia Affonso

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), postou em seu twitter na noite desta segunda-feira, 28, uma sequência de quatro mensagens em que rebate a denúncia do empresário João Augusto Henriques. Apontado como lobista do PMDB, preso desde o dia 21 de setembro, Henriques afirmou à Polícia Federal que abriu conta na Suíça para repassar propina ao peemedebista. “Boa noite a todos. Quero desmentir com veemência ter recebido qualquer valor de quem quer que seja referente às denúncias vinculadas”, escreveu Eduardo Cunha.

tweetscunha

O presidente da Câmara diz que ‘desconhece o teor de depoimentos’. Seu advogado, Antonio Fernando de Souza (ex-procurador-geral da República no governo Lula), ‘cuidará de responder na medida que conheça o conteúdo (das denúncias)’. Eduardo Cunha diz que por orientação expressa do advogado ‘não está comentando qualquer detalhe, ainda mais conteúdo que não teve acesso’.

No último post, escreveu. “Não poderia deixar de desmentir as insinuações de recebimento de qq vantagem. De quem quer que seja.”

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo Cunhaoperação Lava JatoPMDB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.