Edgard vai presidir Tribunal de Contas do Estado pela quinta vez

Edgard vai presidir Tribunal de Contas do Estado pela quinta vez

Conselheiro Edgard Camargo Rodrigues foi eleito por seus pares para dirigir Corte de Contas estadual, com jurisdição em 644 municípios paulistas - exceto o da capital -, missão que já exerceu em 1994, 2001, 2009 e 2014

Pepita Ortega

16 de dezembro de 2019 | 14h36

O Conselheiro Edgard Camargo Rodrigues. Foto: TCE-SP

O conselheiro Edgard Camargo Rodrigues foi eleito para presidir em 2020 o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Em votação unânime, na última quarta, 11, ele foi eleito por seus pares para suceder a Antônio Roque Citadini.

Edgard integra desde 1991 a Corte de Contas estadual, com jurisdição em 644 municípios paulistas, exceto o da capital.

Ele ocupará o cargo pela quinta vez, missão que já exerceu nos anos de 1994, 2001, 2009 e 2014.

Edgard foi indicado pelos demais seis conselheiros do TCE durante sessão especial ocorrida no Auditório Nobre ‘Professor José Luiz de Anhaia Mello’, na Capital, e deverá conduzir os trabalhos no ano de 2020, em sucessão ao conselheiro Antonio Roque Citadini, atual presidente.

Na mesma sessão, também por decisão unânime, foram eleitos Cristiana de Castro Moraes, como vice-presidente, e Dimas Ramalho, para o posto de corregedor da Corte de Contas paulista. A nova diretoria, com mandato de um ano, tomará posse no início de fevereiro.

A nova mesa diretora do TCE-SP, formada por Dimas Ramalho, Edgard Camargo Rodrigues e Cristiana de Castro Moraes. Foto: TCE-SP

Após a apuração dos votos, Edgard agradeceu. “Prometo que vou me esforçar todos os dias para honrar a designação de Vossas Excelências”, disse a seus colegas.

QUEM É EDGARD CAMARGO RODRIGUES

Nascido em 24 de setembro de 1948, Edgard Camargo Rodrigues é natural de São Paulo. Em 1973 formou-se Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Foi servidor da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), onde ingressou, por meio de concurso público. No Poder Executivo exerceu, entre outras, a função de Presidente do Conselho Consultivo do Instituto de Previdência do Estado (IPESP).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: