‘É uma questão humanitária’, diz Mourão, sobre Lula no enterro do irmão

‘É uma questão humanitária’, diz Mourão, sobre Lula no enterro do irmão

Vice-presidente comentou pedidos de petista à Justiça para comparecer ao velório de Genival Inácio da Silva, o Vavá, morto nesta terça, 29

Mariana Haubert

29 de janeiro de 2019 | 20h52

Hamilton Mourão. Foto: Adriano Machado/Reuters

BRASÍLIA – O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira que é uma questão humanitária a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele possa comparecer ao velório de seu irmão.

Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, de 79 anos, morreu nesta terça, 29, em São Paulo, após lutar contra um câncer no pulmão. “É uma questão humanitária né. Perder um irmão é sempre uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é. Se a Justiça considerar que está ok, não tem problema nenhum”, disse.

Mais cedo, o petista fez um pedido à juíza da Vara de Execuções Penais de Curitiba, Carolina Lebbos, para ser autorizado a ir ao velório de seu irmão, conhecido como Vavá. A magistrada pediu manifestação do Ministério Público Federal no Paraná sobre pedido, mas a defesa de Lula reiterou o pedido para que a juíza conceda a decisão, mesmo sem ouvir a Procuradoria.

Tudo o que sabemos sobre:

LULA [LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA]