Ex-secretário de Paes é preso de novo pela Lava Jato

Ex-secretário de Paes é preso de novo pela Lava Jato

Mãos à obra investiga a existência de esquemas de recebimento de vantagens indevidas e desvio de recursos públicos em obras contratadas pela Secretaria municipal de Obras do Rio

Fausto Macedo e Julia Affonso

23 Janeiro 2018 | 08h06

Alexandre Pinto, ex-secretario de obras da gestão Eduardo Paes (PMDB) em agosto do ano passado. Foto: Fabio Motta/Estadão

O ex-secretário de Obras da Prefeitura do Rio Alexandre Pinto da Silva foi preso pela Operação Mãos à obra, nova etapa da Lava Jato nesta terça-feira, 23. Ele já havia sido capturado em agosto do ano passado pela Operação Rio 40 Graus.

Procuradoria identificou que ex-secretário de Paes cobrou propina de pelo menos seis obras

A ação de hoje investiga a existência de esquemas de recebimento de vantagens indevidas e desvio de recursos públicos em obras contratadas pela Secretaria municipal de Obras do Rio. Em nota, a PF informou que foram identificas também remessas ilegais de recursos ao exterior.

Aproximadamente 80 policiais federais cumprem, no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília; seis mandados de prisão preventiva, três mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal/RJ.

As investigações indicam a participação de dois ex-secretários municipais e um ex-subsecretário municipal em esquemas que envolviam recebimento de propina e desvio de recursos de grandes obras executadas pela SMO na capital fluminense. Outros servidores municipais, fiscais de contrato, e um doleiro, também são investigados por participação na atividade criminosa.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato