Doria sanciona ‘Dia de Oração pelas Autoridades da Nação’

Doria sanciona ‘Dia de Oração pelas Autoridades da Nação’

Projeto do deputado Reinaldo Alguz (PV), da Assembleia Legislativa de São Paulo, prevê que data será celebrada todas as terceiras segundas-feiras de cada mês; parlamentar diz que a prática da oração tem resultados 'surpreendentes' e até 'milagrosos para os que creem'

Pedro Prata

01 de agosto de 2019 | 15h17

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sancionou nesta quarta-feira, 31, uma lei que incluiu no calendário oficial do Estado o ‘Dia de Oração pelas Autoridades da Nação’. A data deverá ser comemorada todas as terceiras segundas-feiras de cada mês, conforme diz o texto final.

O governador de São Paulo, João Doria. Foto: Felipe Rau/Estadão

Em sua justificativa, o deputado Reinaldo Alguz (PV) afirma que a prática da oração tem resultados ‘surpreendentes’ e até ‘milagrosos para os que creem’. Ainda, diz que a Bíblia ‘fala que toda autoridade é levantada por Deus, mesmo aquelas que nos fazem perecer’.

Reinaldo Alguz (PV) propôs o projeto de lei em 2018. Foto: Alesp/Reprodução

Assim, a lei deve ter o efeito de tornar a oração um hábito entre os brasileiros: “Que o povo passe a orar e, não criticar, as autoridades constituídas no Estado de São Paulo e em toda a nação brasileira.”

Confira a proposição original aqui:

Documento

Alguz compartilha a autoria com o ex-deputado estadual Chico Sardelli, do mesmo partido. A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado na quarta, 31, e entrou em vigor com sua publicação.

Projeto de Lei que institui o ‘Dia de Oração pelas Autoridades da Nação’. Foto: Reprodução/Diário Oficial do Estado de São Paulo.

Na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o projeto  recebeu parecer favorável das comissões de Educação e Cultura e de Constituição, Justiça e Redação.

Tendências: