Dois são feridos por tiros contra acampamento pró-Lula

Dois são feridos por tiros contra acampamento pró-Lula

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, 'uma pessoa foi ferida e levada para o hospital'; outro tiro acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma mulher

Da Redação

28 de abril de 2018 | 11h19

Manifestantes pró-Lula acampados nos arredores da Polícia Federal, em Curitiba. Foto: THEO MARQUES/FRAMEPHOTO

Um homem a pé fez disparos contra o acampamento de apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na madrugada deste sábado, 28. Jefferson Lima Menezes, um dos militantes, foi baleado no pescoço e foi levado ao hospital.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, ‘uma pessoa foi ferida e levada para o hospital’. Outro tiro acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma mulher.

A Polícia Civil informa que esteve no local com peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

“Foram recolhidas cápsulas de pistola 9 mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso”, afirma a SSP, em nota.

A Av. Mascarenha de Morais, no bairro Santa Candida, foi fechada por manifestantes, mas já foi liberada.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, reagiu ao atentado. “Muito grave o atentado nesta madrugada ao acampamento da vigília democrática de solidariedade ao Lula. Companheiro Jeferson, de São Paulo, baleado no pescoço corre risco de morte. Esperamos providência rigorosa por parte das autoridades de segurança”, afirmou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.