Diretor-geral da PF prega combate ‘perene ao crime, independente de qualquer fator político ou econômico’

Diretor-geral da PF prega combate ‘perene ao crime, independente de qualquer fator político ou econômico’

Em mensagem no Dia do Policial Federal, que será lida nessa terça-feira, 16, em todas as Superintendências Regionais da Polícia Federal, delegado Paulo Gustavo Maiurino destaca que a corporação é formada por 'profissionais qualificados e severamente selecionados'

Redação

16 de novembro de 2021 | 05h00

O diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino. FOTO: DANIEL ESTEVÃO/MJSP

O diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, preparou uma mensagem elogiosa que deve ser lida aos servidores da corporação nesta terça-feira, 16, quando é comemorado o Dia do Policial Federal.

Além das homenagens aos ‘profissionais qualificados e severamente selecionados’, nas palavras do diretor-geral, Maiurino também vai pregar a importância da independência nas investigações. A Polícia Federal está no centro da investigação aberta a partir de declarações do ex-ministro Sérgio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na corporação.

“Independentemente de qualquer outro fator, político ou econômico que são, por essência, fenômenos efêmeros e sazonais, o combate ao crime realizado pela Polícia Federal deve ser, sempre foi e continuará sendo perene”, diz um trecho da mensagem ao qual o Estadão teve acesso.

O texto também cita a confiança da população na PF que, destaca o diretor-geral, ‘ocupa posição de destaque dentre as instituições brasileiras mais respeitadas e admiradas’.

“Foi a atuação cotidiana, de cada um dos nossos profissionais, que colocou a Polícia Federal no coração e na mente dos brasileiros, e a qualificou como uma das mais produtivas, efetivas e eficazes dentre todas as suas congêneres em nível global”, afirma Maiurino.

Leia a íntegra da mensagem: 

Prezados servidores,  

O Dia do Policial Federal é a data na qual rendemos nossas homenagens, nosso respeito e, fundamentalmente, nosso agradecimento ao elemento humano que ergueu, amadureceu e consolidou esta instituição, aclamada e reconhecida pela população brasileira.

Em todas as pesquisas de opinião, realizadas nos últimos anos, a PF ocupa posição de destaque dentre as instituições brasileiras mais respeitadas e admiradas pelo nosso povo.

Se, por um lado, não podemos esquecer dos evidentes avanços tecnológicos e logísticos das últimas décadas, que colocaram a PF no rol das polícias mais bem equipadas do mundo; igualmente inegável é a qualidade e preparo de nossos quadros funcionais.

De pouco adiantariam computadores, laboratórios, viaturas e aeronaves de última geração se não fossem operados por profissionais qualificados e severamente selecionados.

Foi a atuação cotidiana, de cada um dos nossos profissionais, que colocou a Polícia Federal no coração e na mente dos brasileiros, e a qualificou como uma das mais produtivas, efetivas e eficazes dentre todas as suas congêneres em nível global.

Em cada plantão realizado nas nossas fronteiras; nas madrugadas de vigilância e investigação; a cada perícia finalizada ou inquérito policial relatado, verdadeiros heróis anônimos dão o seu melhor para manter a PF pulsando forte, na busca inabalável pelos seus objetivos constitucionalmente previstos.

Independentemente de qualquer outro fator, político ou econômico que são, por essência, fenômenos efêmeros e sazonais, o combate ao crime realizado pela Polícia Federal deve ser, sempre foi e continuará sendo perene.

Tenhamos consciência da nossa importância para o país, mas também da enorme responsabilidade que isso acarreta. O incrível apreço a nós dedicado pela sociedade é sinal claro e evidente de que estamos no caminho certo.

Essa é uma conquista de todos que aqui atuam e que nos desafia a seguirmos sendo referência e inspiração para milhões de brasileiros.

Em conjunto com todos os servidores e colaboradores, ativos e aposentados, somos a força que move a PF, na qual cada um, com sua dedicação e comprometimento, dentro de princípios sólidos de lealdade e moralidade forjados em nossa instituição, é peça fundamental e indispensável para o funcionamento do todo.

Parabéns a todos; que nada nos abale e que sigamos cada vez mais fortes nos nossos propósitos!

Paulo Gustavo Maiurino

Diretor-Geral da Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.