Dez partidos assinam com o TSE compromisso por eleições sem fake news

Dez partidos assinam com o TSE compromisso por eleições sem fake news

Acordo prevê 'manutenção de um ambiente eleitoral imune de disseminação de notícias falsas'

Rafael Moraes Moura/ BRASÍLIA

05 de junho de 2018 | 20h00

FOTO DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Dez dos 35 partidos políticos em atividade no País assinaram na noite desta terça-feira (5) com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) um acordo de colaboração para “a manutenção de um ambiente eleitoral imune de disseminação de notícias falsas”, as fake news. Assinaram o acordo representantes do Democratas, PC do B, PSDB, PDT, PRB, PSC, PSD, PSL, PSOL e Rede.

“Nós entendemos que, além de todas as providencias até então adotadas, nos deveríamos também ter como colaboradores não só a imprensa, mas também os partidos políticos. Que se juntem a nós para que mantenhamos a nossa democracia imune de qualquer dúvida. Os termos são simbólicos, são termos que encerram compromissos éticos”, disse o presidente do TSE, ministro Luiz Fux.

“É claro que os partidos também terão possibilidade de eventualmente trazer ao conhecimento do TSE alguma anomalia que esteja ocorrendo no ambiente eleitoral”, observou o ministro.

Conforme o documento, os partidos políticos que subscreveram o documento se comprometem a manter o ambiente de “higidez informacional, de sorte a reprovar qualquer prática ou expediente referente à utilização de conteúdo falso no próximo pleito, atuando como agentes colaboradores contra a disseminação de fake news nas eleições 2018”.

Adesão. Indagado sobre o fato de 10 dos 35 partidos terem assinado o documento, o ministro disse que “houve alguns empecilhos de ordem prática”. “Nós não anunciamos previamente que haveria assinatura de nenhum documento. Por isso que o documento definitivo será firmado no evento internacional que em breve o TSE irá realizar”, disse Fux, em referência ao seminário que será realizado no dia 21 de junho, na sede do tribunal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: